O renascimento de Falcão Garcia

Em 2012, nos encantamos ao ver um tal de Falcão Garcia brilhar pelo Atlético de Madrid. Gols, dribles e oportunismo levaram o atacante ao prêmio da FIFA entre os melhores do mundo, vimos ali, um monstro surgir dentro de campo, e quem ficava mais feliz, era o povo Colombiano, que também se encantava vendo o atacante brilhar pela Seleção de seu país. Toda a empolgação fez com que o Mônaco da França investisse alto no jogador e, com isso, criasse um marketing em torno disso. Sabendo que a vida é um pouco injusta, logo em seu auge, Falcão sofreu uma lesão gravíssima no joelho, um dos lugares mais perigosos de se machucar, o que frustrou também o povo de seu país, que perdeu seu líder na Copa do Mundo de 2014. O medo dominou fãs do futebol na incerteza de uma volta como antes, e realmente, foi o que aconteceu, Falcão não voltou como antes e chegou a rodar por grandes clubes, mas sempre sem êxito. A esperança havia acabado, e o centroavante voltou ao Mônaco.

Quando ninguém esperava, o camisa 9 pegou a faixa de capitão e guiou o time Francês no campeonato local, ali voltava uma esperança do renascimento de Falcão. Na Champions League, poucos chegaram sequer a analisar o time da cidade de Mônaco, tiveram então, que fazer isso quando os franceses enfrentassem o Manchester City de Pep Guardiola, que claro, era o favorito. Com grande atuação, Falcão e seu time mandaram o milionário time Inglês pra casa.

Falcão comemorando gol com a camisa do Monaco. Foto: Divulgação.

Como torcedor e principalmente admirador de um bom futebol, torço para pelo menos boas atuações do atacante, não necessariamente como antes, mas de forma que possamos ficar felizes também pela pessoa Falcão Garcia, que além de ter raça como característica dentro de campo, tem fora dele, histórias de superação.

Ronaldo Fenômeno por exemplo, conseguiu voltar a jogar e ser melhor do mundo após uma grave lesão no joelho, notavelmente, jamais podemos compará-los, mas obviamente, o ex-atacante é uma inspiração para qualquer atleta que sofre algo grave e quer retomar a vida fazendo o que mais gosta.

Daniel Dutra
Siga-o

Daniel Dutra

Carioca, apaixonado pelo Brasil, mas que não esconde seu encanto pelo futebol internacional. Foi jogando bola que me apaixonei pelo futebol, e vendo o Milan jogar que comecei a acompanhar. Espero um dia poder ser Jornalista.
Daniel Dutra
Siga-o

Últimos posts por Daniel Dutra (exibir todos)